Início > Atualidades > O véu da discórdia

O véu da discórdia


Em recente discurso no parlamento francês, o presidente daquele país Nicolas Sarkosy, ídolo da direita européia, fez duros ataques à utilização da burca, véu que cobre o corpo das mulheres islâmicas. Sarkosy qualificou o traje como “símbolo da subserviência”. A França caminha a passos largos para proibir a burca em seu território. Já é proibida sua utilização em escolas desde 2004.
O que eu acho disso? Sinceramente esse não é um assunto para que o governo tenha que legislar. Não é função dele dizer como as pessoas devem se vestir. Independente das opções religiosas que Sarkosy tenha ou de sua opinião sobre o que a burca representa ou não.

Muito diferente de uma burca? Acho que não.Burca

Em um dos carnavais cariocas uma conhecida atriz (sic) usou um colar com o nome de seu marido. Uma coleira, digamos assim. E se ela quisesse tornar o adereço permanente? Seria razão para o governo legislar a respeito?

Podemos até concordar com Sarkosy sobre a utilização da burca, mas ao proibir o governo torna-se tão totalitário quanto às pessoas que diz combater. Até porque freiras utilizam  semelhante e eu nunca vi ninguém dizendo que iria proibir os hábitos das freiras. Ou alguém acha aqui na religião católica as iniciadas são tratadas de maneira igual aos homens?

Anúncios
Categorias:Atualidades Tags:,
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: