Início > Música > Síndrome Nirvana

Síndrome Nirvana


Sempre gostei de muito de música. Principalmente de rock e seus derivados. Várias bandas de vários estilos me acompanharam durante minha vida. É aquele negócio de fases. Tem dias que acordo querendo escutar algo mais pesado como Iron Maiden, outros dias fico escutando Dave Matthews Band. Minha discoteca inclui bandas clássicas como Queen, Withesnake, Led Zeppelin, Roling Stones, ACDC e outras como Jamiroquai, The Brande New Havies (excelente, recomendo a todos). Mas também ouço muita música clássica, passando por flamenco com Diego El Cigala & Bebo Valdés (sem comentários, um excelente cantor de flamenco encontrando um pianista clássico cubano, nem preciso dizer o resultado) passando por Tito Puente, Juan Luis Guerra entre outros. Sou fã de Plácido Domingos, para mim o melhor de todos por sua capacidade de surfar o clássico e o popular.

Sou cria dos anos 80. Pode ter sido chamado de “década perdida” no Brasil, mas musicalmente foi das melhores. Várias revoluções musicais, experimentações, adaptações, novidades e principalmente qualidade.

Porém para minha tristeza tudo mudou com os anos 90. E eu tenho uma teoria para isso. Vamos aos fatos: um jovem nos anos 70 e 80 ouvindo, por exemplo, Van Halen queria tocar guitarra como o Eddie Van Halen. Era seu ídolo. Outros queriam cantar como David Coverdale ou Freddie Mercury ou Bruce Dickinson. Nos anos 90 isso acabou. A maré mudou com o movimento grunge, que, aliás, não começou com o Nirvana. Bandas como o REM e Pixies já eram expoentes, mas ainda encontrava alguma qualidade musical. Ainda havia um músico ali.

Com o Nirvana foi diferente. Letras tocas, músicas toscas, músicos toscos (o que é impressionante, pois o Foo Fighters do Dave Grohl antigo baterista do Nirvana é pelo menos três milhões de vezes melhor que o próprio Nirvana). E o sucesso do Nirvana, mais impulsionado pelo marketing fonográfico que qualquer coisa acabou com os sonhos dos moleques em serem músicos. Se a fama vinha sem mesmo precisar tocar guitarra ou mesmo cantar direito para que o esforço? Para que ficar horas, dias, semanas estudando seu instrumento?

Quem perdeu foi a música e a própria indústria fonográfica. Foi um tiro no pé. Enquanto o último cd do Iron Maiden é aguardado e comprado pois entre 14 músicas 12 são fantásticas, essas bandas da esteira do Nirvana se esforçam para fazer uma ou duas músicas decentes entre 14 em um álbum. Quem vai querer comprar isso? Melhor baixar na Internet essa ou aquela música.

Continuamos a viver na era da Síndrome Nirvana. Com raríssimas exceções. E é por isso que bandas do passado continuam na ativa e mandando muito bem com o público. O último cd do ACDC é ótimo e está vendendo pacas. O Iron Maiden (que irei falar mais tarde) continua arrastando multidões mesmo sem os milhões gastos em mídia como a maioria das “one hit wonders” de hoje em dia. E esse é o motivo do sucesso de games como o Guitar Hero.

Por isso sempre digo: a primeira banda no Brasil que apresentar algo de mais qualidade, sem cair na fórmula “agitado-calmo” do Nirvana (tipo “Smell Like Teen Spirit” – que aliás é Pixies do começo ao fim) e emplacar um guitar hero  vai estourar. Fica aqui o meu apelo.

Anúncios
Categorias:Música Tags:
  1. agosto 18, 2009 às 6:58 pm

    Pablo,

    Sou um pouquinho mais velho que você, mas os gostos musicais não diferem muito.
    Só basta acrescentar Beatles, Cream, Pink Floyd e Santana, para não ir longe.

    E também nunca fui fã do Nirvana. Simplemente não era a minha praia.

    Mas, para aprofundar a discussão que você levantou, melhor o Darw.

    • vilarnovo
      agosto 19, 2009 às 2:04 pm

      Para falar a verdade nunca fui um grande fã dos Beatles. Sim eles são importantes, mas mais como experiência de indústria fonográfica do que musicalmente. Tinha gente na mesma época fazendo coisa melhor.

      Cream é muito bom, Pink Floyd nem se fala. Santana também gosto.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: