Início > Atualidades > Crise Grega – Resposta ao Post do Maia

Crise Grega – Resposta ao Post do Maia


Maia, eu achei todas as explicações extremamente simplistas demais. Essa crise possui raízes históricas muito mais profundas do que se está dizendo. O que chegou mais perto foi o Delfim. O Marcos Nobre é um boboca. Se o que ele falou estivesse certo a Alemanha estaria em uma situação tão ruim quanto a Grécia. Parece que não lhe diz nada o fato de que os países com problemas sejam justamente aqueles que saíram de uma situação onde mesmo antes do Euro a bagunça fiscal já imperava. A situação social de Portugal, Espanha, Grécia e Itália melhorou muito somente APÓS o ingresso na zona do euro e não antes.

A estratégia da Europa também é totalmente diferente da estratégia dos EUA. O Paulo Guedes escreveu em sua última coluna sobre isso. O maior temor dos EUA era a Grande Depressão, por isso o governo joga dinheiro no mercado, baixam os juros. Tudo para que os ativos voltem a ter os mesmos valores que os de antes da crise. A Alemanha e o BC europeu fizeram algo diferente, o dinheiro servirá para forçar uma austeridade fiscal na Grécia (é só ver as medidas tomadas) e a disciplina fiscal. Já estão observando e controlando a Espanha e Portugal. A Irlanda saiu na frente e antes mesmo da Alemanha se meter já tinha tomado às medidas necessárias.

Ele está certo que o modelo social-democrata europeu custa muito. É verdade. Mas pode ser conseguido mesmo no dia de hoje. A bobagem é comparar com o modelo americano com a clara intenção de dizer que o europeu é melhor. Não é. Como o americano também não é melhor que o europeu. São modelos diferentes para povos com culturas diferentes. Enquanto os europeus estão acostumados com índices de 15%, 20% de desemprego, isso nos EUA é morte. Enquanto os europeus estão acostumados com 45%, 50% de imposto, isso nos EUA é morte. A diferença é que a Alemanha é o maior exportador do mundo (pelo menos até 2008), é um país eficiente em todas as áreas. Um país que se acostumou ao longo de sua turbulenta história a economizar, a não gastar o que não tem.

A falta de conhecimentos históricos e ranços (qualquer um que fala em “neoliberal” é um bobo velho) não deixam pessoas como o Nobre pensarem direito.

Anúncios
Categorias:Atualidades Tags:
  1. maio 11, 2010 às 8:45 pm

    Pablo, você entrou no diário gauche e fez um comentário excelente sobre este mesmo assunto. Para variar foi vaiado, porque aquela turma só quer saber de chavão. O importante é dizer que a crise Grega é culpa do neoliberalismo — o que efetivamente não tem nada a ver. A tese que mais se aproxima da verdade é que a crise grega é fruto da irresponsabilidade fiscal, de se gastar com dinheiro dos outros valores que não se conseguirá depois repor. O pacote recém aprovado tem por objetivo blindar a crise grega, mas ele não vai resolver o problema por si só. O Estado grego, que foi governado por irresponsáveis, vai ter que aprovar reformas. Custe o que custar. Um abraço
    Maia

  2. guimas
    maio 12, 2010 às 12:03 am

    Tem mais uma variável na história: o déficit em conta-corrente.

    E na comparação dos EUA com a Europa também tem outra diferença: EUA é um país, Europa são vários, com várias culturas, várias línguas. É tudo mais complicado.

    Mas é mesmo simplista achar que a culpa é do governo grego, só da irresponsabilidade fiscal. Tem mais coelho nessa cartola.

    • vilarnovo
      maio 12, 2010 às 1:21 pm

      Guimas, a culpa seria de quem? Nenhum banqueiro apontou uma arma para a cabeça dos políticos da Grécia os obrigando a contrairem empréstimos que não poderiam pagar. Nenhum banqueiro ordenou que os políticos gregos manipulassem sua contabilidade. Nenhum banqueiro obrigou que a Grécia tivesse 25% de sua PEA no funcionalismo público.

      Tudo bem, se a culpa não é só do governo ela é extendida a população grega.

  3. André
    maio 12, 2010 às 1:08 pm

    Me parece que a crítica ao “neoliberalismo” é decorrência da expectativa criada de que o Mercado seria capaz de resolver essas crises. Mas, até agora, as soluções tem sido sempre as mesmas: governos (contribuintes) assumindo o prejuízo.

    • vilarnovo
      maio 12, 2010 às 1:25 pm

      É verdade André, porém isso é um erro. O Mercado não resolve crises, principalmente crises que não são criadas por ele. Mercado é definidor de preço, é definidor de risco. Quando os governo começam a interferir no mercado (juros extremamente baixos, subsídios, eleições de “vencedores”, criando inflação e etc) este se desestabiliza, não condiz mais com a realidade.

      Quando a coisa sai dos eixos e a realidade bate a porta o mercado é o primeiro a ser culpado. Afinal de contas você já viu algum político dizer que a culpa é dele? Já viu algum presidente de Banco Central dizer que a política que eles definiram foi errada? Já viu algum presidente dizer que o dinheiro que foi gasto em benefícios insustentáveis pela produção foi errado?

      É muito melhor culpar algo o mercado, até porque o mercado de uma hora para outra, ao invés de ser um conceito, virou uma entidade.

      • André
        maio 12, 2010 às 4:38 pm

        Então qualquer interferência (juros extremamente baixos, subsídios, eleições de “vencedores”, criando inflação e etc) do governo no mercado é danosa?

      • vilarnovo
        maio 12, 2010 às 5:13 pm

        Em minha visão, sim. É tudo uma questão de trade-off. Para explicar melhor: quando o governo interfere no mercado ele muda a dinâmica de noção de valor e risco. Algo passa a ser valorizado não pelo pelo preço real e sim pelas condições apresentadas pelo governo.

        Isso deturpa a capacidade de tomada de decisão.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: