Archive

Archive for agosto \26\UTC 2010

Maldito ano eleitoral

agosto 26, 2010 14 comentários

Ano eleitoral para mim é um desastre. Não tenho saco para acompanhar o debate político no Brasil. Quer dizer, isso se houvesse um. Não é novidade para ninguém que aqui no Brasil troca-se seis por meia dúzia. Um é pior do que o outro. Concordo que a coisa piorou bastante nos últimos anos, durante o governo do PT. Politicamente falando. Alguns poderiam dizer que “é a economia, estúpido”. E essas pessoas estão certas.

Eu perdi qualquer otimismo por esse país. Antes de o Lula assumir algumas pessoas me perguntavam se o país daria errado. Eu falava que não. Mas que o Brasil também não possuía a menor chance de dar certo.

Nosso povo perdeu qualquer noção do que é certo e do que é errado. As coisas acontecem e nos deparamos com uma completa falta de vergonha. Não só dos políticos, mas da sociedade como um todo e, principalmente, das instituições do Estado e da elite econômica. Vamos a alguns exemplos:

Tudo começou com o suborno de deputados federais pelo poder executivo realizado pelo PT. Não me venham com essa história de mensalão. Isso caiu como uma luva para suavizar o que realmente aconteceu. Corrupção e suborno. O que o PT fez foi uma ataque direto ao Estado de Direito. Não há nenhuma outra leitura sobre o caso. A oposição se calou. Fez uma festinha aqui e outra ali, mas abdicou totalmente de realizar o que deveria ter feito.

Agora estamos vendo a total falta de segurança com nossos dados que deveria ser sigilosos. A facilidade que esses dados aparecem nas mãos de políticos é escandalosa. Por favor, alguém consegue me dizer em que país desenvolvido isso aconteceria sem que NINGUÉM estivesse preso e aguardando julgamento?

Retirem a roupa partidária por um instante e comparem o que aconteceu nesse país nos últimos oito anos com Watergate. Só por um instante. O final de Watergate foi a renúncia de um presidente. E aqui, que final haverá?

Nossa elite econômica é uma graça. Temos um empresário se candidatando por um partido socialista. Isso é mais representativo do que muitos pensam. Nossos grandes empresários adoram o Estado. Adoram um empréstimo do BNDES. Adoram nosso dinheiro dos impostos.

Agora ensaiam uma volta ao tempo dos militares. Desejam uma nova reserva de mercado. Querem ficar soberanos, nos roubando os impostos e nos oferecendo produtos de segunda linha enquanto contam seus lucros fabulosos.

Mas o pior de todos é o povo. Outro dia em um treinamento, a palestrante afirmou que sentia vergonha de explicar a Lei da Ficha Limpa para estrangeiros. Sentia vergonha em explicar que precisávamos de uma lei para impedir que políticos corruptos se candidatassem. Ela está errada. O mais triste me nosso país é que é necessária uma arbitrariedade, uma violência do Estado em nosso direito de livre escolha para que as pessoas parem de votar em político ladrão. Isso que é o mais triste. E é por isso que o voto SEMPRE será obrigatório nesse país.

Ganhe quem ganhar Dilma ou Serra o país permanecerá o mesmo. Não importa. São farinha do mesmíssimo saco. Nenhum deles fará absolutamente nada para que esse país dê certo, pois isso significa imediatamente que eles irão se tornar carta fora do baralho.

Ou seja, mais um ano de martírio. Mais um ano vendo pessoas inteligentes se rebaixarem a meros “quadros” eleitorais. Para que? Só para dizer que o time ao qual torciam foi vencedor. Maldito país do futebol.

Categorias:Atualidades Tags:

Pirâmides e Homens do Espaço

agosto 6, 2010 3 comentários

Um dos canais de televisão que mais gosto de assistir é o History Channel. Seus programas são fabulosos e só faço duas ressalvas: a imensa quantidade de intervalos (que são longuíssimos) e a quantidade de programas que tratam de extraterrestres frente a importância do assunto.

Os ufólugos de plantão que me perdoem, mas não há nada mais aborrecido do que ver um pseudocientista afirmando que as pirâmides foram feitas por homenzinhos de Marte. Quando não falam isso dizem que a “tecnologia” para a construção das pirâmides veio do espaço.

Ou seja, não havia mais nada de importante para ensinar aos egípcios do que construir sepulturas…

Mas vamos aos argumentos. Alguns dizem que seria impossível com a tecnologia da época a construção das pirâmides. Eu pergunto: porque? Toda a tecnologia que os egípcios precisavam estava lá: matemática, materiais, ferramentas, mão de obra especializada…

Outro argumento é a perfeição das pirâmides. E é aqui que a porca começa a torcer o rabo. Toda vez que você vê alguém falando das pirâmides sempre mostra as Pirâmides de Gizé. Essas representam todas as pirâmides por um simples motivo: foram poucas pirâmides que saíram perfeitas.

A construção de pirâmides começa na terceira dinastia, entre 2686 a 2613 antes de Cristo. E uma das primeiras pirâmides foi a do Faraó Djoser. Essa pirâmide é a típica construção que vários povos do mundo inteiro realizaram por volta da mesma época. É chamada de pirâmide de degraus.

Hoje sabemos o nome do arquiteto dessa pirâmide. Não foi nenhum marciano, mas sim Imhotep (sim aquele mesmo do filme “A Múmia”, porém sem relação histórica).

Outras pirâmides foram construídas na terceira dinastia, mas muitas delas não foram terminadas por vários motivos.

A construção de pirâmides teve o grande impulso na quarta dinastia do Rei Sneferu. Foi ele que patrocinou o grande impulso na construção desses monumentos. E é a prova viva de que os ufólogos são apenas uns preguiçosos.

Sua primeira pirâmide chamada de Meidum não deu muito certo. Na verdade ele se apropriou de uma pirâmide de degraus de seu antecessor e  preencheu os espaços vazios para criar o que chamamos de pirâmide verdadeira. A tentativa foi frustrada com o desabamento da cobertura.

A segunda pirâmide construída por Sneferu é que chamamos de pirâmide torta. Ela possui esse nome, pois começou a ser erguida em um ângulo de 55 graus de inclinação mas devido a instabilidade a partir de seu meio, o ângulo foi alterado para 43 graus.

Apenas na terceira tentativa Sneferu consegui seu objetivo de construir uma pirâmide verdadeira. Foi a Pirâmide Vermelha, a terceira maior do Egito.

Outras pirâmides foram construídas como as mais conhecidas como as pirâmides de Khufu (ou Cheops) e de Khafre que também construiu a Esfinge. Mas claramente o processo de construção das pirâmides foi de tentativa e erro e muito estudo. Não foi algo dado de mão beijada por visitantes espaciais. Levou tempo, custaram vidas, erros foram cometidos e consertados.

A melhor história das pirâmides não é de homens do espaço e sim das pessoas que trabalharam lá, a imensa maioria delas, contrariando o senso comum, de trabalhadores livres e assalariados que inclusive faziam greve.

E de onde os egípcios tiraram a ideia de construir pirâmides? Bom, eu posso dar um chute…

Será?

Categorias:História Tags: