Início > Mudanças Climáticas, Política > O prêmio Nobel está perdendo credibilidade?

O prêmio Nobel está perdendo credibilidade?


O Prêmio Nobel sempre foi encarado pelo mundo como um dos prêmios de mais alta credibilidade. Os velhinhos de Oslo sempre tiveram um enorme cuidado em agraciarem o referido prêmio. Mas nos últimos anos, várias controvérsias surgiram com alguns premiados. Principalmente três deles: Obama (Paz), Al Gore (Paz) e Paul Krugman (Economia). Tirando os prêmios de Obama e Gore que poderia ser subjetivos, o de Krugman foi dado em uma categoria científica.

Porém até mesmo uma análise superficial desses recebedores demonstra uma série de argumentos que suportam que os prêmios foram concedidos por decisões políticas, evidenciando uma mudança no estilo das concessões dos prêmios.

Obama é o caso mais explícito. Segundo a academia, Obama foi merecedor do prêmio pelos “sinais positivos” em direção à paz. Trocando em miúdos: foi agraciado por algo que a academia espera que ele faça e não por algo que ele realmente tenha feito. Não estou dizendo que Obama seja um war freak, não é isso. Apenas que é algo bem estranho um Nobel ser dado para alguém que não fez nada além de falar.

O caso de Al Gore é bem diferente de Obama. Al Gore é simplesmente um charlatão. Um político bem habilidoso, que soube aproveitar muito bem das mentes fraquinhas de um espectro político órfão dos ditames da antiga URSS e criou (ou deu impulso) uma nova forma de comunismo: o ecoterrorismo. Sua propaganda política e comercial travestido de documentário recebeu também um Oscar. O fato de quase 100% do que foi apresentado em seu filme ter sido desmascarado pouco depois não inibiu à Academia a dar a Gore o prêmio.

Gore nada mais é que um empresário que utiliza o medo e a falácia para ganhar dinheiro. E se aproveita muito das mentes fracas que falei acima. Conseguiu perceber que os ecochatos e ecobobos não procuram evidências por si mesmas, preferem acreditar no que é dito por outras pessoas principalmente aquelas que colocam frases tão vazias quanto bonitas em seus panfletos.

O resultado dois anos depois? O Painel do IPCC, que dividiu o prêmio com Gore, foi duramente criticado e atingido por escândalos ocorridos como manipulação de dados, notícias e trabalhos científicos fraudulentos, subornos, chantagens e etc. Gore também não escapou. É acusado de usar seus discursos e trabalhos para promover suas empresas de “soluções energéticas”.

O caso do prêmio a Paul Krugman é diferenciado, pois recebeu em uma categoria científica. Krugman é um economista que, dificilmente, pode ser associado com a genialidade de Heyke, Friedman e outros. Porém, e justiça seja feita, tem muitos méritos em seu trabalho. Talvez um dos maiores deles é conseguir transformar a economia em algo inteligível a leitores leigos, coisa que poucos conseguem fazer.

O problema com Krugman é que nos últimos dez anos ele se afastou totalmente da academia, tornando-se, apenas, um partidário político e migrando do campo científico para o campo ideológico. Suas colunas são de uma pequenez cientifica tremenda. Não é difícil encontrar colunas que se desmentem, erros básicos de economia, ataques políticos/partidários e etc. Krugman hoje é a ponta de lança do partido Democrata no NYT. Seu prêmio deu um sinal de alerta para que a academia de Oslo hoje dá mais importância a questão política/partidária que a científica e isso é bastante ruim para um prêmio que sempre prezou por sua pureza científica.

=====================

Atualização

No dia 1 de Setembro um homem armado invadiu a sede da Discovery Communications nos Estados Unidos. O homem, identificado como James J. Lee afirmava que carregava consigo explosivos. O que Lee queria? Simplesmente que a Discovery passasse programas para “advertir sobre a superpopulação do planeta”. Lee afirmava em um manifesto que “o mundo não precisava de seres humanos”. Segundo o agressor, ele teve um “despertar quando assistiu o filme de Al Gore”.

A polícia confirmou que o homem foi morto na operação. Nenhum dos três reféns foi ferido.

Entendem agora quando falo de pessoas de mente fraca serem manipuladas por charlatões? Não é de agora que Al Gore e outros como Dr. Jim Hansen da NASA (outro que abdicou o posto de cientista para se transformar em político) têm incentivado a violência travestida de desobediência civil. Era questão de tempo que uma pessoa fosse ao extremo.

Anúncios
  1. setembro 1, 2010 às 10:08 pm

    Olá!

    Há um tempo atrás, fiz um post correlacionando a liberdade econômica e a quantidade de Prêmios Nobel dos países.

    Talvez lhe interesse.

    Até!

    Marcelo

  2. Vinícius
    setembro 3, 2010 às 11:40 am

    Motivos políticos sempre houve, principalmente na premiação de Literatura. O que está havendo é uma quantidade de motivos políticos ridículos ainda não vistos.

  3. setembro 17, 2010 às 1:44 am

    Olá!

    Vilarnovo, acabou de sair do forno mais um post interessante relacionando o índice de liberdade econômica e o índice de percepção da corrupção.

    O post é um tanto extenso, mas se você quer ter um resumo, basta dar uma olhada neste gráfico que fiz.

    Foram analisadas 2474 amostras e o resultado final é que a liberdade econômica tem uma forte correlação positiva com a ausência de corrupção, isto é, quanto maior a liberdade econômica, maior é a ausência de corrupção.

    VIlarnovo, a nova template que você escolheu para o seu blog deixa a leitura e a composição de comentários muito ruins. Fundo escuro com letras cinzas não é uma boa para a leitura.

    Até!

    Marcelo

    • vilarnovo
      setembro 17, 2010 às 12:29 pm

      Obrigado pelo feedback. Estou testando templates novos. Vou tentar inverter.
      Abraços.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: