Início > Atualidades, Política > Nicarágua invade a Costa Rica e culpa o Google Maps

Nicarágua invade a Costa Rica e culpa o Google Maps


Uma situação patética, ridícula e que demonstra muito bem a política sulamericana está acontecendo sem que a imprensa nacional dê muita importância para o assunto. A Nicarágua invadiu parte da Costa Rica com o propósito de criar um canal para competir com o Canal do Panamá. A estratégia é simples: invadiu parte do território da Costa Rica e culpou um erro do Google Maps para tanto. Deve ser a primeira vez no mundo que um aplicativo de computador, sem a menor pretensão de ser algum tipo de documento oficial, torna-se subterfúgio para uma agressão.

Só que não é bem assim. O fato é que tropas nicaraguenses invadiram o território da Costa Rica, tiram a bandeira do país e hastearam a deles. O erro no Google Mas só foi descoberto após a invasão nicaraguense.

A Costa Rica, país que não possui forças armadas, já apelou aos órgãos internacionais competentes, mas desde cedo sua presidente Laura Chinchilla descobriu que é muito difícil conversar com Noriega e seu bando. Como forma de iniciar as conversas, Chincilla solicitou que as tropas invasoras recuassem para territórios nicaraguenses. A resposta, como não poderia deixar de ser, foi bem ao estilo bolivariano. Ficou a cargo do vice presidente da Nicarágua, o ilustre Sr. Jaime Morales Carazo. Ele fez um apelo para que a Nicarágua e a Costa Rica “resolvam o problema como irmãos” e que ocorra um “cessar fogo na guerra verbal”, mas adicionou que “a Nicarágua não é a agressora. Não podemos invadir o chão de nossa própria casa” e que não “iria aceitar condições e ultimatos de ninguém”.

Ou seja, a Nicarágua invade parte da Costa Rica para implementar um projeto bancado pela Venezuela e financiado pelo Irã, utiliza um erro no Google Maps como justificativa a agressão militar mesmo o erro sendo descoberto após a invasão, diz que é para os países resolverem a questão como “irmãos” mas afirma que o território é deles e que não aceita interferência de ninguém.

Não é uma graça?

Agora a pergunta: será que Lula irá se meter no assunto? O Itamaraty já divulgou alguma nota irada condenando a invasão nicaraguense? A OEA já solicitou que o país retire suas tropas da área.  A resolução foi aprovada pela OEA. Porém o embaixador da Nicarágua já afirmou que as tropas não irão sair, pois se encontram em território “soberano”.

Vamos ver os desdobramentos do caso. Pule de dez que o Itamaraty irá ficar calado, ou no máximo apoiar sem muito entusiasmo as resoluções da OEA. Nada de notas, nada de discursos do presidente ou de Celso Amorim.

Aqui vocês poderão ver uma explicação bem detalhada e técnica sobre o assunto:

http://www.geo2web.com/2010/11/06/about-costa-rica-nicaragua-their-mutual-border-and-google/

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: