Início > Esportes > Novela Ronaldinho Gaúcho

Novela Ronaldinho Gaúcho


Como flamenguista logicamente que gostei da contratação. Clubes grandes como o Flamengo sempre precisam de um ídolo que dê uma referência aos outros jogadores. Isso pode ser comprovado pela campanha do ano passado com a desse ano. Bastou chegar um bom jogador, de nada de excepcional como o Adriano para levar o Flamengo ao título brasileiro.

Muitos reclamaram do leilão que o Assis, irmão do Ronaldinho Gaúcho e seu empresário, fez com os clubes. Dessa história podemos tirar algumas conclusões: o errado por parte do Assis foi ter se comprometido, pelo menos verbalmente, com o Palmeiras e com o Grêmio. Isso se pudermos confiar nas palavras dos dirigentes de ambos os clubes. Porém Assis é o empresário do RG, é seu dever conseguir o melhor contrato para o atleta e ele se baseou em uma lógica de mercado difícil de ser ignorada. Culpa dele? Claro que não. Eram diversos clubes interessados no RG, o que ele deveria fazer? Aceitar a pior proposta? Ou aceitar a primeira?

No final o Flamengo contratou o atleta. O que o Flamengo fez diferente de Palmeiras e do Grêmio? Incrivelmente, a presidente do Flamengo passou a perna no Assis. Porque digo isso? Porque, sinceramente, acho que a intenção do Assis era de que o RG fosse para o Grêmio. O que ele estava tentando fazer era obter o melhor contrato para ele. Mas aparentemente todos, menos o Flamengo, se esqueceram de uma pequena variável: o Milan.

O RG era atleta do clube milanês. Não estava liberado de forma alguma. Todas as conversas de contratação deveriam ter passado, primeiramente, pelo clube da Itália. E foi exatamente isso que o Flamengo fez. Diferente de Palmeiras e do Grêmio (cujo presidente de uma forma estranha afirmou que não iria de jeito nenhum falar com o Milan) o Flamengo primeiramente acertou a liberação do atleta. Percebendo o erro os outros clubes jogaram a toalha. Dizem publicamente que “confiaram demais” no Assis. Na verdade foi uma falha de negociação tremenda para clubes que já deveriam estar acostumados com isso.

No final das contas cabe o prêmio de consolação ao Grêmio que irá receber 5% do acordo como clube formador.

Seja bem vindo RG10 ao mais amado do Brasil.

Anúncios
  1. janeiro 11, 2011 às 5:24 pm

    Pablo, o RG cairia como uma luva no time do Grêmio de hoje. É exatamente o jogador que falta para a Libertadores 2011. Esse é o único motivo que me fez balançar um pouco com a possibilidade de vinda do ex craque ao Olímpico. A direção do Grêmio se comportou de forma ingênua, pois acreditou em Assis — que havia passado o Grêmio para trás há 10 anos — pois RG saiu do Grêmio ao Paris Saint German a custo zero, quem embolsou todo o dinheiro da negociação foi Assis e RG. Mas o comportamento do Assis está muito mais perto da má fé do que da boa fé. Com o Palmeiras e com o Grêmio ele já havia chegado a acordos e na última hora dava para trás, enviava torpedos para a concorrência, sempre na tentativa de conseguir valor melhor. Que RG tenha sucesso no Flamengo, muito embora penso que o clube da Gávea seja liberal demais para um baladeiro como RG.

  2. vilarnovo
    janeiro 11, 2011 às 5:55 pm

    Concordo com você. O Assis agiu de maneira muito antiética. Mas não tenho dúvidas que por ele Ronaldinho ficava no Grêmio. Para mim o Flamengo lhe deu uma rasteira.

  3. Anderson
    janeiro 11, 2011 às 6:16 pm

    So uma coisa, o Palmeiras na verdade foi o primeiro a acertar com o Milan a liberação do RG, negociou antes com o Milan e depois com ele, e o erro de Palmeiras e Gremio foi anunciar a contração dele somente com a confirmação verbal do Assis, no futebol normalmente nem contrato assinado costuma valer muita coisa imagina ainda mais palavra de empresario…

    • vilarnovo
      janeiro 12, 2011 às 4:24 pm

      Anderson, não vi essa afirmação dos dirigentes do Verdão. Eles falaram sim que acertaram o dinheiro que o Milan estaria pedindo, mas fizeram isso com o Assis. A própria Patricia Amorin afirmou que o Flamengo conseguiu a contratação pois foi o único dos três que foi diretamente ao Milan e não apenas ao Assis.
      Em nenhuma entrevista que eu li ou que tenha visto os dirigentes do Palmeiras afirmaram que trataram diretamente como o Milan. Tanto que nenhum deles reclamou algo do Milan. Todos culpam o Assis. Se o Palmeiras tivesse acertado a liberação do RG com o Milan, havia poucas coisas que o Assis poderia fazer.

  4. janeiro 12, 2011 às 6:21 pm

    Eu acho que o Ronaldinho sempre quis ir para o Flamengo e utilizou primeiro o Palmeiras e depois o Grêmio para inflar o valor que vai receber do clube da Gávea.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: