Início > Política > Rapidinhas II

Rapidinhas II


Trem Bala

Há algo de muito errado em um projeto que antes de ser iniciado tem seus custos dobrados. O Trem Bala que é um quase um fetiche da Presidente Dilma é algo de estúpido, desnecessário, inviável e sem nenhuma sustentabilidade.

A deficiência no país são os aeroportos, portos e nossa malha ferroviária de carga e interligações modais. Esse neodesenvolvimentismo que beira a megalomania dos militares pode levar o país a banca rota.

O risco é teu e não meu

Sou totalmente favorável que os bancões que emprestaram dinheiro para Grécia, Itália e Espanha percam dinheiro. Sabemos que isso nunca irá acontecer e isso é muito ruim. Calote faz parte do risco do negócio. Não que eu esteja incentivando isso, mas se acabarmos com o risco, acaba o moral harzard e aí o céu é o limite.

A maior parte da crise mundial de hoje deve-se às garantias de governos a operações financeiras de empresas privadas e estatais. O risco dos banqueiros e acionistas é mitigado pela Viuva. Sem que a imensa maioria dos pagadores de impostos ganhem os lucros. Só ficam com os prejuízos.

Marina Silva

Quem é Marina Silva?

Segura que o PIG é teu

Chega a ser comovente o esforço de parte da imprensa para afagar a Presidente Dilma. Seja em mais um caso de corrupção desmascarado ou em mais um caso de uso do BNDES para ajudar os amigo.  Em menos de uma semana os jornais dizem que “Dilma desbaratou um processo de corrupção do governo Lula” como se ela não fosse a mãe do PAC e não fizesse parte do governo do Lula, aliás, governo dela que seria de “continuação”. Dizem, também, que a decisão de não usar o BNDES não foi derivada da chiadeira de todo economista que não está na folha do governo (direta ou indiretamente) rejeita. Ora, essa tentatíva nem viria a público se não tivesse sido aprovada pelo PT, pela Dilma e seu governo.

Anúncios
Categorias:Política Tags:, ,
  1. julho 12, 2011 às 8:05 pm

    Pablo, belas rapidinhas. Nosso país é que nem, o trem bala. Todo mundo diz que é maravilhoso, que vai se tornar rápido e eficiente, mas na hora H, na hora de firmar compromisso ninguém quer assumir o risco de participar de uma empreitada em conjunto com o nosso maravilhoso estado. É o risco do negócio, risco ambiental, risco político, risco da nossa própria imaturidade.

    • vilarnovo
      julho 13, 2011 às 8:36 pm

      As empresas sabem que não há mercado para o trem bala. Elas sabem que o custo da passagem não ficará barato o suficiente para atrair as pessoas que vão de ônibus e nem barato o suficiente para atrair as empresas. Todos sabem que a Ponte Aérea se sustenta pelo voo executivo. O Trem Bala não é rápido o suficiente para cortar os custos das empresas. Por mais que a passagem de avião seja um pouco mais cara, ainda é mais vantagem pegar um avião de manhã para uma reunião no Rio ou em SP do que pegar um trem no dia anterior e ter que pagar a diária de um hotel.

  2. guimas
    julho 13, 2011 às 11:38 am

    Excelente comentário a respeito do risco dos empréstimos: é a principal falha do nosso sistema capitalista atual. O risco está sempre com os governos, que sempre recorrem à mesma vítima de sempre.
    Foi o que ocorreu na crise americana (além da falta de regulação) e é o que ocorre agora.

    Sobre a Dilma, o que penso é que nossa ‘zélite’ (ou PIG), já que não venceu a eleição, quer adotar a presidenta. Até já teve aquela fofoquinha boba com as fotos no velório do Itamar. De repente, a Dilma “foi saída” do PT e virou a presidenta que o PIG precisava. Vamos ver até onde isso vai.

    • vilarnovo
      julho 13, 2011 às 8:39 pm

      Guimas – Só discordo da falta de regulação do mercado imobiliário americano. Regulação existia até demais. Infelizmente as pessoas só pensam em regulação quando ela existe para “retrair” o mercado. Mas havia dezenas de leis americanas que promoviam a expansão do mercado imobiliário. Dezenas de leis que promoviam a quebra do moral harzard em empresas para-estatais que recebiam a certeza de ajuda governamental em caso de quebra. Tudo isso é regulamentação. Todo isso atua no mercado (definidor de preço) e tudo isso contribui para a bolha.

      • guimas
        julho 14, 2011 às 7:59 pm

        Acho que minha definição de regulação é diferente da tua, mas concordo contigo. Recomendo o “Inside Job” documentário que venceu o Oscar desse ano.

        O que chamei de regulação é justamente o freio necessário ao mercado – como disseste, para “retrair” o mercado. As leis americanas foram aprovadas por um Congresso que estava “aliado” ao mercado, e essas mesmas leis foram executadas por um governo composto por figurões… do mercado (daí o nome “Inside Job”).

        Em todos os casos, o problema é que o mercado está automaticamente blindado – se quebrar, nós pagamos, e para lucrar, o lucro sai do nosso bolso. E a maneira mais fácil de fazer isso é atuar diretamente nos governos.

        Por isso concordo com o calote (ou moratória). Deixa os banqueiros quebrarem. Se não tiver grana fácil pra financiar governos incompetentes (que é o caso da Grécia), o gasto público se auto-regula. Se continua com a fonte interminável de empréstimos, fica fácil jogar dinheiro fora.

      • julho 14, 2011 às 8:09 pm

        Não só aliado ao mercado Guimas, e esse é um ponto que deve ser bem esclarecido. Dá voto fazer “boas ações”. Dá voto a político chegar em um palanque e dizer que passou uma lei para dar zilhões de dinheiros em crédito imobiliário. Dá voto a político dizer que criou uma lei que obriga a bancos a só poderem abrir novas agências caso aumentasse a quantidade de crédito de baixa renda (o famoso sub-prime). Dá voto a político passar uma lei onde 100% dos juros da hipoteca pode ser abatido no Imposto de Renda.

        E te digo mais: isso parte primeiro da vontade política de fazer o “bom mocismo”, de ganhar voto, de fazer caridade com o dinheiro alheio.

        Só que nunca iremos escutar os políticos fazerem o “mea culpa” do caso. Sempre será culpa do “mercado”, da “ganância do empresário” e que ele, o político, tem a solução para o caso, ou seja, mais político no mercado.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: